quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Os Caixões da FEMA




“Uma coisa terrível acabou de acontecer. Eles (horgs) já estão à solta nas ruas. Meu Deus, o inferno vai começar a reinar lá fora...”.
Sara ligou a TV de tela plana, querendo informações.
           Em vários canais, os boletins cobriam aquilo que no primeiro momento foi noticiado como “a guerra dos demônios bárbaros”. A CNN assim relatou os fatos inicialmente: “...crimes hediondos e atentados explosivos contra locações públicas estão ocorrendo em várias capitais do mundo! Nos Estados Unidos, indivíduos enormes, fantasiados de monstros, causaram estragos e muitas mortes nas principais cidades da nação! Teóricos da conspiração estão dizendo que agora todos nós podemos saber a destinação do que chamaram de “Funeral da FEMA” (Federal Emergency Management Agency). Aludiram aos misteriosos caixões negros adquiridos por este órgão. Cada uma das urnas funerárias pode acondicionar até três cadáveres, e são talvez milhões delas empilhadas nas instalações de Madison, Georgia.

Pilhas de esquifes da FEMA.


        Face a isso, algumas perguntas se impõe: A FEMA sabia de antemão do plano de ataque dos terroristas disfarçados? Por isso providenciou tantos lotes de esquifes, prevendo morticínio em massa, que, aliás, continua a crescer nas ruas? O que mais o governo esconde dos desavisados cidadãos? Que surpresas ainda nos aguardam? São interrogações como essas, somadas aos crimes inomináveis cometidos esta manhã, os responsáveis pela histeria generalizada que tomou conta da população do país. Todos nós estamos atemorizados com o que está acontecendo nas ruas. O medo se instalou de vez em nossas vidas? A FEMA conseguirá sepultar a indignação do povo norte-americano?”.







Sara estava chocada.

Foi noticiado, na sequência e no mesmo canal de TV: “...O incidente com o Hubble, o telescópio espacial que está agora inteiramente assestado para a morada do presidente dos Estados Unidos! Ninguém ainda explicou como isso pode acontecer. A NASA limitou-se a emitir uma breve nota esta manhã, na qual informa sem mais detalhes que tem tudo sob controle. Coincidentemente ou não, as ações nefastas registradas no mundo hoje tiveram seu início com a insana manobra do telescópio Hubble. Analistas políticos estão comentando aquilo que denominaram de ‘a maior e mais devastadora investida do terrorismo organizado já vista, com implicações internacionais imprevisíveis e talvez irreversíveis nas nações mais poderosas do planeta. Algo jamais orquestrado e executado em tamanha escala no mundo moderno!’”

Nenhum comentário:

Postar um comentário